Cidade

EfS no caminho para um futuro mais saudável

A ação “Active Mobility in Coimbra University – a path to a healthier future”, promovida pelo Comité para o Campus Sustentável da EfS (Energy for Sustainability Initiative) da Universidade de Coimbra, procura alertar para os benefícios de um estilo de vida ativo.

02 august, 2022≈ 3 min read

© UC I Ana Bartolomeu

O Comité para o Campus Sustentável da EfS (Energy for Sustainability Initiative) da Universidade de Coimbra (UC) está a organizar uma ação que tem por objetivo alertar a Comunidade UC “para a relação que existe entre ter uma vida ativa e a saúde”, explica Anabela Ribeiro, membro do Comité.

A iniciativa, realizada em colaboração com Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da UC (FCDEF-UC), está integrada na Semana Europeia da Mobilidade 2022 e é composta por três momentos. O primeiro consiste no preenchimento de um questionário no qual o Comité “procura saber se as pessoas têm ou não hábitos saudáveis de mobilidade”. São colocadas questões como “se vai ao ginásio” ou se “vai a pé ou de bicicleta para o trabalho”, explica a também docente da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, Anabela Ribeiro.

O passo seguinte, para os participantes que se quiserem voluntariar, é a realização de testes físicos nos laboratórios da FCDEF-UC. Os resultados obtidos nas duas primeiras fases vão ser cruzados e analisados. No final, os inscritos na ação ficam a conhecer o nível de performance atual e, se quiserem melhorar a condição física, são aconselhados do tipo de atividade que podem desenvolver, “chamando a atenção para a questão da bicicleta e do andar a pé”.

A iniciativa culmina com uma sessão de trabalho no dia Europeu Sem Carros, a 22 de setembro, no Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra. Os especialistas envolvidos vão apresentar resultados e discutir a influência da mobilidade e da vida ativa na saúde, de uma forma mais abrangente.

“Quando aconselhamos as pessoas a ir a pé ou de bicicleta para o trabalho, do outro lado ouvimos o argumento de que a cidade não está preparada para tal, o que é verdade”, defende Anabela Ribeiro. A sessão tem prevista a presença da vereadora da Câmara Municipal de Coimbra, Ana Bastos, também docente da FCTUC, que vai "ajudar a debater como é que a infraestrutura viária se pode adaptar melhor e se tornar mais segura" a modos de vida ativos, conclui.

A participação no "Active Mobility in Coimbra University – a path to a healthier future” é gratuita mas carece de inscrição prévia através de formulário disponível aqui.

O questionário, aberto a Comunidade UC, está disponível durante o mês de agosto.